sexta-feira, setembro 24, 2010


O sacrifício do Ego,um privilégio para a alma

2


É o nosso ego ou nossa alma que ora?

A oração é o nosso ego conversando.
Ele vê a oração como um sacrifício de nosso tempo que mais tarde iremos nos beneficiar.
Eu vou fazer algo para Deus para que eu possa receber recompensas mais tarde,fala o Auterego.
Você pode ver a enorme arrogância que já está se espalhando por motivos banais?.
Eu, meu ego, vai fazer algo para Deus.
Como podemos fazer algo para Deus?
Deus é tão grande e onipotente,que Ele não é afetado por qualquer uma de nossas ações.
Não podemos afetar a Deus.
Só Deus pode nos afetar.
Mas a oração que meu Auter ego proclama ainda está pensando:
Se eu agradar a Deus agora, fazer o sacrifício e mentalizar as orações que memorizei,
Vou pegar minha recompensa depois?
Enquanto que os outros merecem o castigo,e ainda não o recebem;
Poderia desfrutar de algo até chegar o momento,desde que não seja algo tão estúpido!
Acreditamos em regras mais nem todos as seguem...
Nosso ego está sempre pensando em uma forma comercial das coisas.
Superior versus inferior.
Eu faço algo para você, você faz algo por mim.
Uma forma leve de corrupção?!
Só o nosso ego pode nos fazer pensar e agir como tal.

A oração é a alma da nossa alma, orando
Ela vê a oração como um presente de Deus para nós
algo que nos enviou do céu,
algo que podemos fazer por nós mesmos.
Orar não é mais um sacrifício que fazemos para Deus,
é um privilégio que nós aceitamos.
Ao louvar a Deus e orar com o nosso coração, nossa mente e nossa alma,
nós vamos imediatamente experimentar a paz de espírito
isso é a única recompensa,
isso já seria suficiente para nos manter em oração.
Mas não é a única recompensa.
No processo, obter sinais que nos ajudam,
viver uma vida mais completa e feliz cheio de paz de espírito.
Ela realmente vai nos ajudar a ver o plano de Deus para nós.
Nós nos tornaremos Alerta e perderemos menos oportunidades de fazer o bem.
Nós começaremos a viver mais como uma pessoa de alma e menos como uma pessoa de ego.
Vivendo uma vida de acordo com o plano de Deus,
podemos morrer com uma grande paz de espírito que dura para a eternidade.
Após a oração não vamos nos sentir pessoas boas merecedoras de recompensas em um futuro distante,
Enquanto houver uma oração em vão seremos como pedras,que só se deteriora após várias e imensas tempestades ou seremos merecedores de punição.
Depois de uma oração da alma, vamos perceber que todos nós somos pobres pecadores
e é nosso dever fazê-la tão bem quanto possível
E no processo de inspirar tantas pessoas quanto possível para fazer o bem para nós ou para alguém.
Isto irá resultar em uma paz imediata mas com duração de espírito e felicidade eterna.

Grata.

2 Desabafos:

Eduardo Montanari disse...

Eu já não oro há tanto, tanto tempo. Talvez seja isso que esteja me faltando.

Supertramp disse...

Ótimo texto...parabéns!!!

A busca pelo conhecimento de nosso verdadeiro Eu é nosso grande desafio....

Postar um comentário

Obrigada por comentar,dúvidas sobre algum texto deixe seu e-mail e responderei,Grata!!!!