terça-feira, dezembro 22, 2009


Crepúsculo

12

Através do brilho, através da chuva
Temos compartilhado o fardo do dia;
Para a velha marcha outra vez
Nós caminhamos pela longa estrada;
Nós rimos, ao mesmo tempo que choramos,
E nós jogamos a coroa do Rei;
Nós lutamos,morremos por algo ou por alguém,
E nós temos trilhado o dia cada vez mais desanimados.
Portanto,é hora de levantarmos a velha canção
A noite voa novamente,
Onde a estrada nos consome
Através do brilho, através da chuva.

Muito tempo atrás,
Veio um sinal dos céus;
E nós tememos, então rezamos
Pois o sol voltou a brilhar intensamente:
Quando a luz encheu a terra
E a luz trouxe a palavra;
Nós sabíamos, então o brilho
Apesar de teme-lo pairou sobre o dia,
E o amanhecer feriu o sonho
De muito tempo atrás.

Mas o caminho leva-nos a vários outros,
Para o rei já estamos mortos;
E sabemos que, de pé ou em declinio,
Nós temos partilhado o pão de cada dia.
Podemos rir dos sonhos,afinal demos conta o quão egoístas eram eles,
E nós confiamos agora no brilho,
Que o brilho nunca morra;
Portanto, o fardo agora é mais leve,
Porque sabemos chamar a noite,
E nós sabemos que agora a estrada...
A estrada leva-nos até onde queremos ir,basta somente segui-la e ter a certeza que chegou ao lugar certo.

Através do brilho, através da chuva,
Temos feito deste dia;
A velha marcha novamente
Temos merecido o descanso do dia;
E nós já ouvimos os gemidos do Rei;
Nós lutamos,sobrevivemos e ressuscitamos,
E nós queimamos tudo aquilo que era velho,e aproveitamos tudo o que era novo
E nós levantamos a velha canção
Era noite novamente,
Onde a estrada nos conduziu
Através do brilho, através da chuva...

12 Desabafos:

duventublog disse...

Pois é, estou tão traumatizado que quando vi o título pensei que estava prestes a ler algum artigo sobre a saga Crepúsculo, qual não foi minha surpresa ao ler o seu poema muito bem escrito.
Muito Obrigado por me fazer lembrar que a palavra Crepúsculo não se refere apenas à saga!
--------------------------------------------------
http://duventublog.blogspot.com/

Levi Ventura

Erikalicious disse...

Que poesia linda.
Daria uma ótima letra de núsica.
É isso aí mesmo que acontece no decorrer de nossos dias.

SO.L. disse...

Preciso dormir. Preciso dormir.

linny disse...

que belo poema!
já achei que era sobre twilight!
parabéns,bem lindo seu blog!
:D

Os Confundidos disse...

Mais uma vez nós, os confundidos, estamos lendo o seu blo, mais vez estamos vendo uma perfeita ordem psicologica!
Parabéns!
.
Prentendemos nos achar e nos perder
em meio aos confundidos e, confundir aqueles
a quem nos interessa confundir."
.
http://www.osconfundidos.blogspot.com/

FelippeOliver disse...

Preciso ti falar que voce é Talentosissima garota;
eu simplesmente adorei *-*
Parabens!
se dé passa la depois ok,
em se tratar de palavras,temos algo em comun.

Fábio Flora disse...

Também imaginei que teríamos mais uma crítica sobre a saga dos vampiros. Valeu o poema! Abraços e sucesso com o blog!

Monique Rosa Brasil disse...

Através do crespúsculo...
Também pensei que era algo sobre aquela porcaria de filme.
Mas o seu poema é lindo.

Jota disse...

aff odeio poema

K∂riиє* Smith. disse...

Devo confessar que ultimamente com todos os blogs falando desse filme a gente fica um pouco traumatizada, mas seu texto des-traumatiza.
Viajei imaginando cada cena descrita...mesmo que o nome seja Crepúsculo...

Feliz Natal pra você, que papai Noel continue te dando muita criatividade !

Alaor Pedroso Netto disse...

Bom texto, mto legal!

Rapha disse...

Sinistro muito bom o peoma.. queria saber se esse poema tem algo haver com filme pq eu viajei na maionese quando li.

mas muito bom mesmo.
http://raphax.com/blog/post/Saga-dos-Hackers.aspx

Postar um comentário

Obrigada por comentar,dúvidas sobre algum texto deixe seu e-mail e responderei,Grata!!!!