quarta-feira, janeiro 27, 2010


Os Relatos de David (O diário de um coração negro) Parte 2

4

Relato 4- Escuridão ordinária

Onde... Onde eu estou?... Quem sou eu?...
Sem a sua estrela para iluminar meu céu ... Eu posso pensar em deixar de viver.
Aqueles desconhecidos eles dizem que meu amor é meu para dar a alguém
O amor só pode verdadeiramente ser dado quando é reconhecido pelo outro.
Estes sentimentos retidos e este relacionamento conturbado e confuso
Dói muito mais do que qualquer outra dor física
Sem o reconhecimento de meu amor tudo se tornou nulo,foi desta forma que eu perdi a sua estrela
Eu costumava brincar com a idéia que você poderia gostar de mim também, mas agora meu sonho esta tão longe da realidade.
Só não posso olhar para cima,porque tudo é negro e vasto.
Isto não passa de uma escuridão ordinária,mas não é pior do que o gosto amargo do isolamento
Eu bebo mais e mais .. esta .. argh .... Estou perdendo meu tempo ...
efeitos são imediatos e, em breve essa escuridão vai levar minha vida antes de terminar esta rima.
Eu preciso de suas estrelas para pensar
Apenas me dê alguma esperança ... Mostre-me alguma luz, mesmo que a pisque ao menos uma vez.


Relato 5- O quê?

Me atrevi a dizer aquelas palavras mágicas ( "eu te amo ')
Mas você só olha para mim sem expressão, como todas as pessoas olham...
Eu espero uma emoção,um suspense
Mas você olha para mim como se eu tivesse cometido um delito
Você parece um pouco confusa não sei o que pensar
Eu estou lá esperando você sentir o mesmo e eu começar a ficar encabulado
Sendo o cara que acha que sabe o que os outros pensam,por achar que sei o que você pensa...
Eu acredito que você pensa que você não gosta de mim ... você tem pensamentos como "eu deveria dar uma chance a ele? '
Pensamentos como "eu não quero ferir seus sentimentos, mas você já deveria saber que ..."
Eu sabia que não iria dançar a dança do amor quando você disse 'não'
Eu sabia que as palavras seguintes seriam consolar aquele que ... palavras que não fluem
Você causou a minha queda "não podemos ser apenas amigos? 'Agora eu sou o silêncio ...
Agora você percebe o que aconteceu,você olha pra mim e pergunta"O quê? '
Eu me pergunto silenciosamente, onde está o laço ... gostaria de ter uma faca para eu poder cortar a corda que une ... mas a questão é se eu cortaria tal ?


Relato 6 – A escuridão e a ausência de luz

As estrelas parecem nunca ter existido, mas como vou saber?
Se nós nunca vimos estrelas!
Se o amor não basta,
Digo que não sinto mais nada de modo que faça você seguir em ir em frente
você é a minha luz e a minha diversão
Sem você, só há vazio e escuridão
Com o avanço da escuridão ainda é uma escuridão com ausência de luz
Se eu não posso ter você, eu vou ficar no meu abismo
Eu vou assistir você abraçar e beijar outro
Eu vou assistir meu coração murchar quando você está com o outro
Como vou ser seu amigo?
Eu acho que eu posso dizer que é minha culpa
Porque eu te dei meu coração, mas você disse 'pare,não quero'
Sem você é só escuridão ...

4 Desabafos:

Leonardo Duarte disse...

Mto bom

War Inside My Head disse...

Tatiane...
muito obrigado pelo comentario em meu Blog!
Adorei os relatos, tem algo a ver com que escrevo as vezes!
Beijos e boa semana!
Te seguindo!

LuEs disse...

Gostei do platonismo apresentado, mas acredito que nenhum dos relatos funcionam tão bem quanto poderiam funcional. Seu efeito não é tão intenso, principalmente por conta de ausências de acentuação e por causa da estética corporal do seu texto. Linhas isoladas causam sensação de limitação, de sintetização que não combina com o seu tema.
Se você revisse os erros - pequenos, porém importantes -, decerto o seu texto ficaria bem melhor.

Tatiane Rosa disse...

Valeu pela crítica,a limitação e sintetização faz parte do texto,vc deveria ter lido desde o ínicio,e ler depois a conclusão final.E quanto a ausência de acentuação vou verificar...

Postar um comentário

Obrigada por comentar,dúvidas sobre algum texto deixe seu e-mail e responderei,Grata!!!!