sexta-feira, fevereiro 12, 2010


Os Relatos de David (Pensamentos cruzados e um coração partido) Parte 1

14
Relato 1- O começo

Começou .... Durante muito tempo...Pude ficar parado no tempo
Antes eu era hábil,para escrever,para trabalhar,para viver...
Antes da dor,
Tudo era real,mas tudo não passou de uma falsa ilusão,
Antes minha vida havia começado de uma forma decrescente,
a escuridão avançou antes mesmo que eu percebesse
antes mesmo de pensar em amar alguém em qualquer hora ou em qualquer lugar
Eu até que fui ousado algumas vezes...
O amor que antes eu comecei a cuidar,
Que estava sobre a vigilância das “meninas dos meus olhos” agora ...
Meus amigos não existem mais...
Me dei conta de tudo que deixei pra trás ,tudo que deixei de sentir...
Antes eu tinha um amor à primeira vista,agora nem sei mais o que é o amor
Quando eu ainda conseguia ficar em pé;
Quando eu não estava cego pelo amor, quando eu podia ver!
Quando eu era apenas um garoto que não sabia que existiam maus sentimentos,eu pude aproveitar a vida sem dar conta de que era da melhor maneira
Quando me tornei alguém,me transformei numa pessoa estranha,até mesmo pra mim mesmo
Mas e se eu quiser chegar a um ponto final e não quiser ficar mais aqui?
Como eu poderia escrever isto ou qualquer outra coisa?


Relato 2-Tortura

Sete,é o número de vezes que me torturei hoje por sua causa ...
Esta batalha está longe de ser ganha
Tinha uma meta e acabei desistindo,mas o que importa agora!!!
Minha mente já está totalmente despedaçada
Desta forma,vejo que cada pedaço é o número de vezes que me vi destruído diante de sua ausência
Bom, eu não tenho tempo para dramas,
nem para bater papo.
Tomara que ninguém tente conversar comigo hoje ...
Lamento Meu Amor .... Eu nunca quis isso ou aquilo, te magoar não foi a minha intenção
O que eu pensei que seria o fim na verdade não é!
Dessa vez eu não posso consertar o que já foi quebrado ou perdido
Meu coração neste momento..... encontra-se distante
Desta vez sem a luz das estrelas
Pode um coração sobreviver sem a sua metade?
Eu não preciso carregar o mundo nas costas
Sinto como se minha alma estivesse fora do meu corpo
Suas ações quase me levou ao fim
Eu sou tão idiota por ainda sentir algo por você
Meus pensamentos estão cruzados entre a minha sã consciência e a recaída do meu platonismo
Meu coração está partido,com uma ferida enorme,sangrando lentamente...
Se um dia te machuquei me perdoe eu nunca quis te machucar.
Eu nunca quis ferir ninguém,mais acidentalmente acabei ferindo,
Meu coração agora está pagando o preço de todas as torturas que sofri e que causei...

Escrito por Thatyane Rosa
Continua...

14 Desabafos:

Bruna disse...

ooi, eu preciso seguir e ver a continuação, adorei! :D
tu escreves muito bem!
estás de parabéns.

Eduardo Montanari disse...

Gozado né, fiquei pensando. Quando ele se tornou alguém foi quando ele se perdeu. Isso soou tão profundo, sei lá. As vezes a gente acha que vai crescer e vai encontrar as respostas, mas acabamos que ficamos mais confusos ainda.

Gutt e Ariane disse...

Complicado esse limiar de/entre paixão/remorso/ódio/desabafo hein... porém,em um momento recente da vida, que prefiro esquecer, essa é bem a verdade, passei por algo assim...
Gutt.

Adimin disse...

Favoritado, vou ler mais tarde com mais calma.

BLOGUEIRO EXECUTIVO disse...

CATARSES SÃO ELEMENTOS NOVOS NA BLOGOSFERA, MESCLADO COM A LITERATURA = INOVAÇÃO!

- aari disse...

Vc tem talento flor,!

Sucesso
:)

Asaia Semeia disse...

Buáááááá´
Vamos mesmo chorar, não pra sempre, que dias melhores virão!!!!!!!

Asaia Semeia disse...

Ah, meu nome é Vanessa Utzig e o cometário anterior sob pseudônimo "Asaia Semeia" é meu, ok?
Não se chateeie com meu comentário tosco. Leve na boa, que a leveza desopila.
Abraço.

Henrique Alvez disse...

eu tinha lido a parte 2 antes dessa
rsrsrsrs
agora fica mais claro :P
a escrita aqui tbm está de parabéns, vc sabe conduzir um texto mt bem ^^

Macaco Pipi disse...

gostei da segunda mais!

Raphael Kakazu disse...

esse foi profundo hein?? ele precisou se perder para se achar..uauuu..vc tem talento..meus parabéns!!!
bjoss

Antonoly disse...

Caramba, torturantes esses relatos... mesmo assim apreciei!

Juliana Pires disse...

É uma tortura ficar longe de quem amamos e saber que ainda o amamos é mais torturante ainda

Beijos

Judson Coelho disse...

A linha entre se perder e se encontrar é muito tênue...

Gostei mt do trecho "vejo que cada pedaço é o número de vezes que me vi destruído diante de sua ausência"

Acompanhando... xD

Postar um comentário

Obrigada por comentar,dúvidas sobre algum texto deixe seu e-mail e responderei,Grata!!!!